Procurador do Ministério Público de Contas será ouvido em CPI que investiga a qualidade do transporte público em Belo Horizonte

147
Publicidade

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Ônibus Sem Qualidade, que busca apurar denúncias de descumprimento contratual e má qualidade nos serviços prestados pelas viações TransOeste e Torres em Belo Horizonte, ouvirá o procurador do Ministério Público de Contas do Estado de Minas Gerais, Glaydson Massaria, em uma audiência marcada para o dia 1º de agosto, antecipada a pedido do vereador Jorge Santos.

O Ministério Público de Contas já havia sugerido a suspensão do contrato de prestação de serviço dos ônibus devido a supostas irregularidades.

A CPI tem prazo de 120 dias, prorrogáveis por mais 60, para concluir as investigações e apresentar suas recomendações.

Mobilidade BH

Siga o Mobilidade BH no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui