Participação da população ajuda nas intervenções para melhorias no trânsito

127
Faixa de pedestre BH
Foto: Divulgação/PBH
Publicidade

Em 2023, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) realizou mais de 64 mil metros quadrados de pintura nas vias da capital e, só na área central, foram feitas ou revitalizadas 230 faixas de pedestre. Outra intervenção foi a implantação de 293 redutores de velocidade, mais conhecidos como quebra-molas. Essas são algumas das melhorias no trânsito que levam em conta a participação da população. Por meio do Portal de Serviços da PBH e também nas reuniões da Comissão Regional de Transportes e Trânsito (CRTT), a população pode solicitar a implantação e a manutenção de placas e outras sinalizações de trânsito em toda a cidade.

Esses pedidos são analisados por agentes e técnicos da BHTrans, que verificam as condições da via e que tipo de intervenção atende melhor à solicitação da população.

Operações nas ruas

Ainda no ano passado, agentes da Unidade Integrada de Trânsito – UIT (BHTrans, Guarda Municipal e Polícia Militar) atenderam mais de 36 mil ocorrências nas vias da capital, seja em acidentes, veículos com problemas mecânicos, ajustes em semáforos, quedas de árvores,  ações em dias chuvosos, entre outras. Foram mais de 25 mil operações especiais de trânsito para eventos na cidade, como shows, jogos no Mineirão, na Arena MRV e no Independência, eventos culturais e de lazer por toda a cidade, além das solicitações de fiscalização feitas pela população.

Sinalização de trânsito

A estrutura viária da cidade foi requalificada. Foram implantadas mais de 10 mil novas placas de trânsito em Belo Horizonte, seja em locais que ainda não contavam com sinalização, a reposição de placas danificadas ou manutenção por desgaste. E ainda 50 novos semáforos em interseções viárias da capital. É importante destacar que antes de implantar quaisquer dessas sinalizações de trânsito, é realizado um estudo amplo para avaliar a necessidade e também identificar o local mais adequado e seguro. Em 2023 foram implantadas 87 travessias com foco para pedestres e, grande parte delas  por meio de sugestões da população. Outro número importante, relacionado com travessia de pedestres, foi a execução de 263 rampas de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida em calçadas da capital, próximas a faixas de pedestres.

Mudanças no trânsito

As mudanças nas vias impactam o fluxo do trânsito e, em função disso, as execuções viárias precisam passar por uma análise técnica criteriosa para serem implantadas. “Uma nova escola inaugurada, um empreendimento comercial, ou um novo conjunto habitacional trazem mais veículos, mais pedestres, mais ciclistas e novos desafios para a mobilidade na cidade e sempre contamos com a participação da população para sugerir as adequações necessárias” afirma o assessor de operações da BHTrans, Márcio Pacheco.

A população pode acionar a Prefeitura de Belo Horizonte para solicitar diversos tipos de serviços, por meio do Portal da PBH.

Mobilidade BH

Siga o Mobilidade BH no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui