Medidas para impulsionar a aviação regional em Minas Gerais

396
Publicidade

Durante sua visita a Minas Gerais, o ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, anunciou uma série de medidas para impulsionar a aviação regional no estado.

Essas ações fazem parte da diretriz do novo Governo Federal, que busca democratizar o transporte aéreo no país.

Em Governador Valadares, o ministro informou que o Aeroporto Coronel Altino Machado, cujas obras estão paralisadas, será administrado pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária).

O objetivo é acelerar a retomada das obras, incluindo melhorias na sinalização da pista e na acessibilidade para pessoas com deficiência.

Em Belo Horizonte, Márcio França se reuniu com a diretoria da concessionária CCR, responsável pela gestão do Aeroporto Carlos Drummond de Andrade (Pampulha).

Ele discutiu a revitalização do terminal e solicitou que as adaptações necessárias sejam realizadas para permitir a operação de mais voos regionais.

O ministro destacou a importância de possibilitar voos regionais em Pampulha e não restringir o aeroporto apenas à aviação executiva, considerando-o um patrimônio do povo brasileiro.

Em Conselheiro Lafaiete, Márcio França anunciou que o Ministério de Portos e Aeroportos garantirá os recursos necessários para que o Aeroporto das Bandeirinhas, atualmente desativado, retome suas operações o mais breve possível.

Essas medidas anunciadas pelo ministro Márcio França em Minas Gerais estão alinhadas com uma das principais prioridades do novo Governo Federal, que é impulsionar a aviação regional para promover o desenvolvimento do país por meio da integração de todas as regiões.

Mobilidade BH

Siga o Mobilidade BH no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui