Impasse sobre valor das passagens de ônibus em Belo Horizonte gera debate e falta de transparência

705
Foto: Bárbara Crepaldi/CMBH (Arquivo)
Publicidade

Na reunião entre a Câmara Municipal, Prefeitura e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH), não houve consenso sobre o valor das passagens de ônibus na cidade e o subsídio a ser repassado às concessionárias.

Enquanto a Prefeitura propõe um subsídio de R$ 476 milhões, os empresários solicitam R$ 740 milhões para que a passagem volte a custar R$ 4,50.

O Setra-BH argumenta que a planilha do Executivo não considera despesas básicas e a documentação comprobatória deve ser enviada até sexta-feira.

A falta de transparência sobre os custos do serviço foi criticada pelo presidente da Câmara Municipal, que defende a suspensão do decreto do prefeito.

Uma nova reunião está marcada para buscar um consenso.

Leia mais no site da Câmara Municipal.

Mobilidade BH

Siga o Mobilidade BH no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui