Greve de ônibus atinge Belo Horizonte nesta segunda, dia 16

582
São João BH
Coletivo da Milênio Transportes - Foto por Ryan Santos - via Ônibus Brasil
Publicidade

Os motoristas de ônibus de Belo Horizonte iniciaram uma greve nesta segunda-feira (16/01) para reivindicar reajuste salarial, retorno do tíquete-alimentação durante as férias e mudanças na rotina dos profissionais.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Belo Horizonte e Região (STTR), Paulo Ceéar, relata o acúmulo de funções, como dirigir e cobrar passagem, como um dos principais problemas da categoria. A greve deixou vários passageiros a pé e as estações São Gabriel e Barreiro amanheceram fechadas.

Apenas 30% da frota disponível deveria estar nas ruas nesta segunda-feira. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos de Minas Gerais (CBTU-MG) informou que está monitorando e, caso necessário, vai colocar mais trens para suprir a demanda.

A convocação para a paralisação foi feita pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de BH e Região (STTRBH), que reivindica reajuste salarial de 8,2%, equiparado ao dos colegas da Região Metropolitana.

O sindicato dos rodoviários ressaltou que entende os impactos da paralisação para a população, mas informou que o momento requer uma ação “contundente e expressiva” para buscar os direitos dos trabalhadores rodoviários.

A categoria quer aumento de 17% do salário, além de aumento de 17% do tíquete-alimentação, aumento de 30 minutos no intervalo de repouso e diminuição da jornada de trabalho para seis horas diárias. A Prefeitura de BH disse que o reajuste de 8,2% solicitado pelos rodoviários será levado em conta no equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão.

Mobilidade BH

Siga o Mobilidade BH no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui