EcoRioMinas prevê fluxo de 446 mil veículos no sistema rodoviário Rio de Janeiro-Governador Valadares durante o feriado da Independência

155
Imagem ilustrativa - Foto de Pixabay por Pexels.com
Publicidade

A EcoRioMinas, responsável pelas rodovias BR-493/RJ, BR-465/RJ e BR-116/RJ e MG, estima um fluxo de aproximadamente 446 mil veículos durante o feriado da Independência, de quarta-feira (06/09) até a próxima segunda-feira (11/09). O dia de maior movimento será nesta quinta (07/09), quando cerca de 44 mil veículos passarão pela rodovia, sentido Serra e no domingo (10/09), a previsão é de que cerca de 46 mil veículos retornem em direção ao Rio de Janeiro.

Além de reforço nas equipes de atendimento médico nos demais trechos da Rio-Valadares, os times de inspeção de tráfego vão percorrer as vias 24 horas para identificar a necessidade de suporte aos usuários.

Os motoristas que precisarem fazer uma parada ao longo da viagem contam com bases de serviços operacionais ao longo do trecho. As estruturas podem ser usadas como ponto de apoio para os motoristas e são compostas por sanitários, água, entre outras comodidades e ficam localizadas em pontos estratégicos que permitem um deslocamento rápido das equipes para os atendimentos.

Como medida preventiva de segurança, a EcoRioMinas recomenda que os motoristas mantenham a distância segura do veículo à frente – uma vez que as colisões traseiras são os incidentes de trânsito mais frequentes – e confiram as condições de seus veículos antes de pegar a estrada, como a revisão geral do motor (água, óleo, combustível) e reparos em problemas previamente identificados nos veículos.

Pedágio

As praças de pedágio também vão receber reforços por conta do aumento de fluxo. Os papa-filas (arrecadadores volantes), vão agilizar a passagem dos veículos nos dias e horários de maior movimento. Se preferir, o usuário pode efetuar o pagamento por aproximação através de cartões nas funções débito e crédito.

Obras

Não há previsão de interdições nas vias durante o feriado e as obras em andamento continuarão sendo executadas sem interferência direta no fluxo, exceto em casos emergenciais. Já operação “Pare e Siga” pode ocorrer no contrafluxo das vias, se necessário, para não atrapalhar o tráfego.

Mobilidade BH

Siga o Mobilidade BH no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui