Relatório do subsídio mostra avanços no transporte coletivo da capital

754
Pompeia Ônibus
Foto: Adão de Souza/PBH
Publicidade

A Prefeitura de Belo Horizonte divulgou, nesta quinta-feira (19/02), o sexto relatório sobre o desempenho do transporte coletivo da capital, referente ao resultado operacional de dezembro. A Lei 11.367/2022 determinou o congelamento das tarifas em R$ 4,50, até março de 2023, mediante uma série de condicionantes estabelecidas em acordo firmado entre a PBH, Câmara Municipal e as empresas de transporte.

Em decorrência das determinações acordadas para a liberação de recursos ao transporte, já foram ampliados os quadros de horários em dias úteis, sábados e domingos, e no período noturno.  Nesta edição do relatório, constata-se que, mesmo com a queda de passageiros observada de novembro para dezembro, por ocasião das férias de verão, o número de ônibus em circulação foi mantido. Os usuários, que atingiram um número de 1.013.238 em novembro, caíram para 852.295. Entretanto, a frota empenhada, que era de 2.236 no mês anterior, em dezembro, foi de 2248 veículos

Uma série de melhorias e esforços têm sido implementados pela Prefeitura, para além do congelamento da tarifa e ampliação da oferta de viagens. Por meio da Superintendência de Mobilidade, Sumob e da BHTrans, a Prefeitura vem realizando ajustes em quadros de horários; intensificando a fiscalização das empresas e o monitoramento da operação; e ampliando o uso de inteligência de dados para incrementar processos. Também foram intensificadas recomendações às empresas para que sejam realizados treinamentos frequentes de motoristas.

Além disso, foi implementado um novo canal de diálogo com o cidadão, por WhatsApp. Graças aos esforços realizados, o número de demandas dos cidadãos registradas no canal vem caindo continuamente. Já são quatro meses seguidos com queda. Em agosto, houve um pico de 5.179 contribuições e, nesta edição, foram 2.290. A maior parte dos contatos, 54%, chegaram pelo WhatsApp, as demais pelo Portal de Serviços.

É importante reforçar que 100% das interações foram respondidos e as questões emergenciais mereceram intervenção imediata. Vale lembrar que os registros podem ser feitos exclusivamente pelos canais oficiais disponibilizados pelo município, sendo o WhatsApp (31) 98472-5715, o Portal de Serviços e o PBH APP.

Quanto às autuações, foram realizadas 635 no período, sendo 40 relativas ao descumprimento do nível máximo de ocupação. O superintendente da Sumob, André Dantas, ressalta que “o trabalho técnico de monitoramento e controle do sistema de transporte, com foco na melhoria progressiva dos serviços, é contínuo”.

Por fim, em relação à paralisação dos trabalhadores do transporte público, ocorrida no último dia 16 de janeiro, a Prefeitura esclarece que está apurando os impactos para a operação e que cumprirá os termos delimitados contratualmente e por lei.

Confira o relatório do subsídio.

Mobilidade BH

Siga o Mobilidade BH no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui