Aena assume administração do Aeroporto de Uberaba

69
avião viagem nuvem
Foto de Ross Parmly na Unsplash
Publicidade

A Aena, maior operadora aeroportuária do mundo em número de passageiros, assumiu à 0h desta segunda-feira (13/11) a administração do Aeroporto de Uberaba. O primeiro voo sob a nova gestão será o Azul 4178, proveniente de Belo Horizonte (MG) e com pouso previsto no terminal mineiro às 10h. A primeira decolagem será do voo Azul 4217, às 10h35, com destino a Belo Horizonte. Os voos são operados com aeronave modelo ATR-72.

O Aeroporto de Uberaba recebeu em 2019, último ano antes da pandemia, 74.513 passageiros. Em 2022, a movimentação subiu para 90.027 passageiros. Até setembro deste ano, já passaram pelo terminal 52.667 passageiros.

Localizado no Triângulo Mineiro, o aeródromo de Uberaba receberá melhorias, a fim de deixá-lo mais seguro, sustentável e confortável aos passageiros. A Aena planeja uma ampliação que irá quase dobrar o tamanho do terminal de passageiros, passando dos atuais 1.500 metros quadrados para 2.900 metros quadros. A superfície disponível na sala de embarque será seis vezes maior que a atual, enquanto a área pública será cinco vezes maior.

Para aumentar a segurança, a Aena irá instalar áreas de segurança de final de pista em ambas as cabeceiras. Haverá um novo pátio de aeronaves para a aviação comercial, com três posições de estacionamento tipo C. O pátio atual ficará dedicado à aviação geral, dando maior capacidade e segurança ao aeroporto.

A Aena entrega até dezembro o anteprojeto à Anac com os planos para a modernização do terminal. As obras devem começar no segundo semestre de 2024, com previsão de entrega em 2026.

Em agosto do ano passado, a Aena venceu a licitação da sétima rodada de concessões para gerir 11 aeroportos nos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Pará. O aeroporto de Uberaba é o sexto dessa rodada a passar para o controle da Aena. A empresa assumirá a operação dos demais aeroportos, de forma escalonada, até o dia 30 de novembro.

Antes mesmo de iniciar as operações, a Aena já realizou pagamentos iniciais de R$ 3,3 bilhões para assumir a administração dos 11 aeroportos. Durante a primeira fase do processo, foram feitas a elaboração e aprovação dos planos de transferência operacionais. Para isso, a companhia fez visitas técnicas aos 11 aeroportos com uma equipe de mais de 60 profissionais, que participaram de 40 reuniões com cerca de 100 stakeholders diferentes. A Aena também promoveu quase 14 mil horas de treinamento a mais de 170 profissionais que vão atuar nesses aeroportos.

Atualmente, a companhia opera os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, Uberlândia (MG), Campo Grande (MS), Ponta Porã (MS), Corumbá (MS), Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Campina Grande (PB) e Juazeiro do Norte (CE).

Nos aeroportos do Nordeste, sob administração da Aena desde 2020, a empresa já investiu cerca de R$ 2 bilhões em obras, equipamentos e sistemas para melhorar tecnologia, segurança e conforto, implantando o padrão Aena nestes equipamentos, com ampliação dos espaços e acréscimo de capacidade operacional.

Ao final do processo da nova rodada, a Aena estará presente em nove estados do país, com a gestão de 17 equipamentos que são responsáveis por cerca de 20% do tráfego aéreo nacional.

Confira o cronograma para os próximos aeroportos:

  • 16/11 – Montes Claros (MG)
  • 21/11 – Marabá (PA)
  • 24/11 – Carajá (PA)
  • 27/11 – Santarém (PA)
  • 30/11 – Altamira (PA)

Sobre a Aena Brasil

Aena Brasil é a marca registrada da companhia espanhola Aena, considerada pelo Conselho Internacional de Aeroportos como a maior operadora aeroportuária do mundo em número de passageiros, com mais de 275,2 milhões em 2019 na Espanha. Desde começo de 2020, administra a concessão de seis aeroportos da região Nordeste: Recife (PE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Aracaju (SE) e Maceió (AL). Em 2019, os seis aeroportos somaram 13,7 milhões de passageiros. Agora, a concessionária começa a assumir a gestão de 11 novos aeródromos no país: Congonhas (SP), Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul; Uberlândia, Uberaba e Montes Claros, em Minas Gerais; e Marabá, Carajá, Santarém e Altamira, no Pará. Na Espanha, opera 46 aeroportos e 2 heliportos. É acionista controlador, com 51%, do aeroporto de Londres-Luton no Reino Unido, além de gerenciar aeroportos no México (12), Colômbia (2) e Jamaica (2), que totalizaram um volume de passageiros de 78,2 milhões em 2019.

Sobre a Aena Brasil

Aena Brasil é a marca registrada da companhia espanhola Aena, considerada pelo Conselho Internacional de Aeroportos como a maior operadora aeroportuária do mundo em número de passageiros, com mais de 275,2 milhões em 2019 na Espanha. Desde começo de 2020, administra a concessão de seis aeroportos da região Nordeste: Recife (PE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Aracaju (SE) e Maceió (AL). Em 2019, os seis aeroportos somaram 13,7 milhões de passageiros. Agora, a concessionária começa a assumir a gestão de 11 novos aeródromos no país: Congonhas (SP), Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul; Uberlândia, Uberaba e Montes Claros, em Minas Gerais; e Marabá, Carajá, Santarém e Altamira, no Pará. Na Espanha, opera 46 aeroportos e 2 heliportos. É acionista controlador, com 51%, do aeroporto de Londres-Luton no Reino Unido, além de gerenciar aeroportos no México (12), Colômbia (2) e Jamaica (2), que totalizaram um volume de passageiros de 78,2 milhões em 2019.

Mobilidade BH

Siga o Mobilidade BH no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui